Seguidores. Siga-nos Também Irmãos em Cristo !!

Desmacarando as Testemunhas de Jeová - Parte 02

Postado por: Igreja Assembleia de Deus Cidade Nova
II. A DOUTRINA DA TRINDADE
Poucos aspectos da doutrina cristã têm sofrido tantos ataques das "testemunhas-de-jeová" quanto a doutrina da Trindade. O que eles pensam e dizem sobre este tema é abundantemente mostrado nos seus livros, revistas e palestras, como vemos a seguir.

2.1. O Cúmulo do Absurdo
"Satanás deu origem à doutrina da trindade" (Seja Deus Verdadeiro, p. 81).
"Um contemporâneo de Teófilo na África Setentrional, o escritor latino chamado Tertuliano, da cidade de Cartago, de­fronte a Itália, escreveu uma defesa de sua religião e introduziu nos seus escritos a palavra trinitas, que quer dizer 'trindade'. Daquele tempo em diante a doutrina trinitária veio a infectar cada vez mais a crença dos cristãos professos. Tal doutrina é absolutamente alheia ao verdadeiro Cristianismo. Nem se en­contra a palavra trias nas inspiradas Escrituras gregas cristãs, tampouco se acha a palavra trinitas, nem mesmo na tradução latina da Bíblia, a Vulgata" (Que tem Feito a Religião Pela Humanidade? p. 261).
"Ninrode casou-se com sua mãe Semíramis, e assim, num sen­tido, ele é seu próprio pai e seu próprio filho. Aqui está a origem da doutrina da trindade" (Russell, Estudos nas Escrituras).

2.2. Conceito Inconsistente
O ensino jeovista de que Tertuliano inventou a doutrina da Trindade é injusto, tendencioso e mau. Viria ao caso perguntar­mos: "Newton inventou a lei da gravidade ou simplesmente elucidou-a?" A mesma pergunta deve ser feita quanto à pessoa de
Tertuliano relativamente à doutrina da Trindade: "Tertuliano inventou a doutrina da Trindade ou simplesmente interpretou-a?"
Por exemplo, o fato de Martinho Lutero ter defendido a dou­trina da justificação pela fé e a do sacerdócio universal dos crentes não significa que ele as inventou.
É evidente que a palavra trindade não se encontra na Bíblia, como também nela não se encontram expressões como "testemunhas-de-jeová" e "Salão do Reino", porém, a Bíblia contém a idéia básica da doutrina da Trindade. Não descartamos a possi­bilidade de que Tertuliano tenha sido o primeiro dos escritores da Igreja a usar a palavra Trindade (três em um), com o objetivo de dar forma a uma verdade implícita do Gênesis ao Apocalipse. Devemos ter em mente, no entanto, que descobrir uma verdade não é a mesma coisa que inventar a verdade. A verdade não se inventa, descobre-se.

2.3. A Trindade nas Escrituras
A idéia da Trindade faz-se presente nos seguintes casos men­cionados na Bíblia Sagrada:
a. Criação do homem (Gn 1.26).
b. Conclusão divina quanto à capacidade do conhecimento do homem a respeito do bem e do mal (Gn 3.22).
c. Confusão das línguas, em Babel (Gn 11.7).
d. Visão e chamamento de Isaías (Is 6.8).
e. Batismo de Jesus no Jordão (Mt 3.16,17).
f. A Grande Comissão de Jesus (Mt 28.19).
g. Distribuição dos dons espirituais (1 Co 12.4-6).
h. Bênção apostólica (2 Co 13.13).
i. Descrição paulina da unidade da fé (Ef 4.4-6).
j. Eleição dos santos (1 Pe 1.2).
l. Exortação de Judas (Jd vv.20,21).
m. Dedicatória das cartas às sete igrejas da Ásia (Ap 1.4,5).

Tanto no Antigo como no Novo Testamento, títulos divinos são atribuídos às três Pessoas da Trindade: a) a respeito do Pai (Êx 20.2); b) a respeito do Filho (Jo 20.28); c) a respeito do Espírito Santo (At 5.3,4).

Cada Pessoa da Trindade é descrita na Bíblia, como:
· Onipresente (Pai - Jr 23.24; Filho - Ef 1.20-23; Espírito Santo - Sl 139.7)
· Onipotente (Pai - Gn 17.1; Filho - Ap 1.8; Espírito Santo - Rm 15.19)
· Onisciente (Pai - At 15.18; Filho - Jo 21.17; Espírito Santo - I Co 2.10)
· Criador (Pai - Gn 1.1; Filho - Jo 1.3; Espírito Santo - Jó 33.4)
· Eterno (Pai - Rm 16.26; Filho - Ap 22.13; Espírito Santo - Hb 9.14)
· Santo (Pai - Ap 4.8; Filho - At 3.14; Espírito Santo - Jo 1.33)
· Santificador (Pai - Jd 24,25; Filho - Hb 2.11; Espírito Santo - I Pe 1.2)
· Fonte da vida eterna (Pai - Rm 6.23; Filho - Jo 10.28; Espírito Santo - Gl 6.8)
· Mestre (Pai - Is 48.17; Filho - Mt 23.8; Espírito Santo - Jo 14.26)
· Capacitado a ressuscitar mortos (Pai - I Co 6.14; Filho - Jo 2.19; Espírito Santo - I Pe 3.16)
· Inspirador (Pai - Hb 1.1; Filho - II Co 13.3; Espírito Santo - Mc 13.11)
· Salvador (Pai - Tt 3.4; Filho - Tt 3.6; Espírito Santo - Jo 3.8)
· Supridor de ministros à Igreja (Pai - Jr 3.15; Filho - Ef 4.11; Espírito Santo - At 20.28)
Marcadores:

2 comentários:

samir mubarak disse...

trinitarismo não existe ,isto foi criado pelos homens e as famigeradas igrejas católica e evangélica adotaram esta bobagem acorda povão DEUS é um só ,e só existe duas religiões monoteístas o JUDAÍSMO e o ISLAM o resto e BALELA

samir mubarak disse...

trinitarismo não existe ,isto foi criado pelos homens e as famigeradas igrejas católica e evangélica adotaram esta bobagem acorda povão DEUS é um só ,e só existe duas religiões monoteístas o JUDAÍSMO e o ISLAM o resto e BALELA



Rádio

Rádio Tempo de Amar